Espiritualidade

Você está ouvindo Deus?

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

Nós não desobedecemos ao Senhor de modo consciente e deliberado — simplesmente não o ouvimos. Deus nos deu Seus mandamentos, mas não prestamos atenção a eles — não porque queiramos intencionalmente desobedecê-lo, mas porque não o amamos e respeitamos quanto deveríamos. “Se me amais, guardareis os meus mandamentos” (João 14:15). Uma vez que compreendamos que temos constantemente desrespeitado a Deus, sentiremos profunda vergonha e humilhação por ignorá-lo.

“Fala-nos tu […]; porém não fale Deus conosco…”. Demonstramos quão pouco amor temos por Deus à medida que preferimos ouvir Seus servos em vez de ouvi-lo diretamente. Gostamos de ouvir testemunhos pessoais, mas não queremos que o próprio Pai nos fale individualmente. Por que nos atemorizamos tanto por Deus falar conosco? É porque sabemos que quando o Senhor fala conosco devemos, sem demora, fazer o que Ele pede ou dizer-lhe que não o obedeceremos. Mas se é apenas um dos servos de Deus falando conosco, sentimos que a obediência é opcional; não é imperativa e, respondemos, dizendo: “Bem, entendo que é isso que você pensa; ainda que eu não negue que o que você disse, provavelmente, seja uma verdade divina.”

Estou constantemente desprezando o Senhor, ignorando-o, ainda que Ele continue amavelmente tratando-me como Seu filho? Assim que eu finalmente me disponha a ouvi-lo, a humilhação que amontoei sobre Ele retorna a mim. E minha resposta passa a ser: “Senhor, porque fui tão insensível e obstinado?” Este é invariavelmente o resultado, uma vez que ouçamos Deus. Mas o nosso verdadeiro prazer em ouvi-lo é temperado com uma pitada de vergonha que sentimos por termos levado tanto tempo para chegar a essa conclusão.

–Oswald Chambers