Esportes

Vitória perde para o Grêmio e amplia série negativa como mandante

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

Mais uma derrota neste Brasileirão. A terceira seguida. A quinta em oito jogos em casa. O algoz da vez foi o Grêmio, que veio desfalcado para o Barradão, mas mesmo assim bateu o Leão por 3 a 1.

O resultado trouxe graves consequências além da óbvia permanência na zona de rebaixamento, no 19º lugar. Logo após o novo revés, o presidente Ivã de Almeida, alvo de muitas críticas, entregou uma carta de licença de 90 dias.

O jogo

Com a posse bola, sem finalizar de forma contundente e, pior ainda, sem velocidade. Foi assim o primeiro tempo do Vitória nesta quarta, que finalizou pela  primeira vez de forma certeira só aos 46 minutos da etapa inicial, quando já estava perdendo por 2 a 0.

Com o time repleto de surpresas, como a entrada de Santiago Tréllez ao lado de André Lima no ataque, e com um meio-campo de pouca mobilidade com Cleiton Xavier e Carlos Eduardo, o Vitória é que foi surpreendido. Aos seis minutos, o atacante Fernandinho arrancou pelo meio e foi parado com falta por Renê Santos na entrada da área.

Na cobrança, o mesmo jogador colocou no cantinho de Fernando Miguel, que não conseguiu evitar o primeiro tento do Grêmio. O Vitória até tentou reagir, controlou mais a posse de bola após o gol, mas na hora de concluir, não conseguiu ser efetivo.

Nas oportunidades de contra-atacar, o time sofria para fazer a transição. As jogadas mais inspiradas saíram das arrancadas em velocidade do lateral estreante Caíque Sá.

No finalzinho, aos 46, um banho de água fria para o Leão. Os gaúchos saíram para o ataque numa jogada trabalhada desde o meio-campo. Dentro da área, a bola parou nos pés de Arthur, que tocou sozinho para fazer 2 a 0.

Na volta para a segunda etapa, David entrou no lugar de Renê Santos e passou a infernizar o lado esquerdo da defesa gremista com jogadas de velocidade.  Não demorou e a substituição fez efeito. Aos 10, em escanteio, ele descontou para o Vitória de cabeça.

A mudança deixou o time mais veloz e o Vitória passou a incomodar mais. Apesar das jogadas perigosas de David pela esquerda, o Grêmio se manteve firme no jogo. A maior prova disso veio  aos 18,  quando o  time gaúcho fez o terceiro em chute violento de Ramiro de fora da área.

Vitória 1 x 3 Grêmio – 15ª rodada do Campeonato Brasilerão

Local: Estádio Barradão, em Salvador (BA)

Quando: Quarta-feira, 19, às 19h30

Gols: Fernandinho, aos 7’, e Arthur, aos 43’ do 1º T; Ramiro, aos 17’ do 2º T (G); David, aos 12’ do 2º T (V)

Público: 5.541 pagantes

Renda: R$ 64.708,00

Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez

Assistentes: Clóvis Amaral da Silva e Cleberson do Nascimento Leite (trio pernambucano)

Cartões amarelos: René Santos, David e Santiago Tréllez (V); Rafael Thyere, Kannemann e Lucas Barrios (G)

Vitória – Fernando Miguel; Caique Sá (Patric), Kanu, Alan Costa e Geferson; René Santos (David), Uillian Correia, Cleiton Xavier (Yago) e Carlos Eduardo; Santiago Tréllez e André Lima. Técnico: Alexandre Gallo.

Grêmio – Marcelo Grohe; Edílson, Rafael Thyere, Kannemann e Cortez; Maicon (Jailson), Arthur e  Ramiro; Fernandinho, Pedro Rocha (Marcelo Oliveira) e Lucas Barrios (Everton). Técnico: Renato Gaúcho.

*Sob a supervisão do editor-coordenador Luiz Teles