Ocorrências Policiais

Três jovens morrem após confronto com PMs em Nova Brasília de Valéria

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

Três jovens morreram na manhã desta terça-feira, 14, no Hospital do Subúrbio, após serem baleados em um confronto com policiais militares da 31ª CIPM (Valéria) na Lagoa da Paixão, em Nova Brasília de Valéria, segundo versão oficial.

Eles foram identificados pelos familiares como sendo Gleibson Santos de Santana, 24 anos, o Negão, e os irmãos, Wendel Oliveira dos Santos, 20, o Del, e Ueverton Pinheiro dos Santos, 16, o Bedeu.

O trio foi localizado em uma residência na Rua Camamu, depois que os policiais prenderam Leandro Fernandes da Silva, 26, o Lepo, momentos antes em uma rua do bairro. Os PMs foram recebidos a tiros e revidaram.

Conforme o major Elson Pereira, comandante da 31ª CIPM, Lepo foi detido após denúncias anônimas e investigação de policiais do Serviço de Missões Especiais (SME) da companhia. Foi ele quem indicou o local onde os outros suspeitos estavam. “Ele foi preso na rua com uma pistola 9 milímetros. Lá na casa foram encontradas armas, drogas, munições e máscaras”, contou o comandante.

Na residência, os policiais apreenderam três revólveres calibre 38 municiados, uma pistola, duas granadas artesanais e 110 munições de pistolas de calibres .40, 9 milímetros e .380. Além de 26 munições de calibre 38, meio quilo de maconha, mais quatro dolões da droga, uma balança de precisão e cinco máscaras do tipo brucutu.

Durante a ação, a polícia prendeu Leandro Fernandes da Silva, o Lepo

Durante a ação, a polícia prendeu Leandro Fernandes da Silva, o Lepo – Divulgação Polícia Civil

Visita na hora errada

Sob anonimato, um policial afirmou que familiares dos irmãos disseram que apenas o adolescente tinha envolvimento com a criminalidade. Del era trabalhador e tinha ido ao local para visitar Bedeu. Versão contestada pelo major Elson Pereira.

“Fomos lá depois de denúncia e investigação. A família faz o papel dela. E é por causa dessa proteção que muitos jovens permanecem no tráfico”, analisou Pereira. Negão era morador de Pau Miúdo e estava no bairro há algum tempo.

O caso é apurado pela delegada Patrícia Brito, da 3ª Delegacia de Homicídios Baía de Todos os Santos (DH/BTS) do Departamento de Homicídios (DHPP).