Esportes

Tite corta Casemiro da seleção brasileira

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

A CBF anunciou nesta sexta-feira o corte do volante Casemiro, do Real Madrid, da última convocação da seleção brasileira, divulgada há duas semanas pelo técnico Tite. Em comunicado, a entidade afirma que a lesão na fíbula da perna esquerda do jogador foi o motivo da decisão. Mesmo com a saída de Casemiro, a seleção não precisará de um substituto, uma vez que Tite optou de novo por chamar 24 jogadores em vez dos habituais 23, justamente pela dúvida sobre a lesão de Casemiro.

A seleção brasileira, líder das eliminatórias para a Copa do Mundo, terá dois jogos em novembro: no próximo dia 10, o Mineirão, em Belo Horizonte, será o palco do clássico histórico contra a Argentina. Seis dias depois, a equipe nacional enfrentará o Peru fora de casa, em Lima.O Brasil, vindo de quatro vitórias consecutivas desde que Tite assumiu, é o primeiro colocado da competição com 21 pontos, seguido de Uruguai (20), Equador (17), Colômbia (17), Chile (16) e Argentina (16). A tabela mudou na última terça-feira por conta da punição à Bolívia, que escalou irregularmente um jogador nas últimas duas partidas pelas eliminatórias e teve dois resultados modificados, perdendo quatro pontos. Com isso, a Argentina – maior rival do Brasil – está por enquanto fora da zona de classificação para a Copa do Mundo da Rússia, em 2018.