Itaberaba

Suspeito de matar ex-companheira é preso em Itaberaba

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

Segundo a polícia, Cléber Araújo foi encontrado em Itaberaba, com a arma do crime. Caso aconteceu no dia 21 de junho, no norte do estado.

O homem de 38 anos suspeito de matar a ex-companheira, de 20, em Juazeiro, no norte da Bahia, foi preso nesta quinta-feira (13). De acordo com a polícia, Cléber Araújo dos Santos, estava na casa de familiares na cidade de Itaberaba, distante cerca de 450 km do local do crime, e foi localizado com a arma usada para matar a vítima.
Cléber já tinha mandado de prisão expedido contra ele por conta do crime. O suspeito foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma. Ele será levado para o presídio de Juazeiro ainda nesta semana.

Caso

Jovem de 20 anos morreu após ser baleada, na noite de terça-feira (20) (Foto: Reprodução/ Facebook)
Conforme a polícia, o suspeito matou Layse dos Santos Silva por não aceitar o fim do relacionamento com a jovem. O crime aconteceu no dia 21 de junho, quando a vítima saía do trabalho a bordo de um mototáxi. O suspeito chegou atirando e Layse foi alvejada. Ela chegou a receber atendimento médico de uma equipe do Samu, mas não resistiu aos ferimentos.
O mototaxista que levava a vítima também ficou ferido e foi levado para um hospital da região. À época do crime não foram passados detalhes do estado de saúde dele.
De acordo com a Delegacia da Mulher de Juazeiro, em abril deste ano, Layse registrou boletim de ocorrência na unidade contra o ex-companheiro, que já tinha tentado matá-la. Na época, ele atirou contra Layse quando ela estava na casa da mãe, mas o disparo não chegou a acertar a jovem. Desde então, estava em vigor uma medida protetiva que proibia o ex-companheiro de se aproximar da jovem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.