Notícias

Rui nomeia Wagner no Diário Oficial deste sábado

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

O ex-governador da Bahia e ex-ministro da Casa Civil do governo Dilma Rousseff (PT), Jaques Wagner (PT), deve ser nomeado na edição deste sábado do Diário Oficial do Estado como coordenador-executivo do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do governo Rui Costa (PT), instância vinculada à Secretaria de Planejamento comandada pelo vice-governador João Leão (PP). A informação foi confirmada pelo secretário de comunicação do estado à veículos de imprensa.

O cargo não tem status de secretaria e, por isso, Wagner não terá foro privilegiado. Portanto, o inquérito que o investiga, dentro da Operação Lava Jato, continua nas mãos do juiz Sergio Moro. Há um mês se cogitava nos bastidores do governo que, passada a quarentena de ministro, Wagner deveria assumir uma chamada “supersecretaria” na administração de Rui. Depois disso, Rui teria chegado a cogitar a designá-lo para comandar da Fundação Luis Eduardo Magalhães. A coisa afunilou para o Conselho de Desenvolvimento Econômico.  Wagner foi governador por dois mandatos, entre 2007 e 2014.

Articulações – O Conselho tendo Wagner à frente deve tocar um novo projeto, a Agenda Territorial da Bahia (AGE-Ter), que deverá criar condições para que regiões do estado menos privilegiadas sejam atraentes para investidores. Para isso precisaria ter à frente um perfil com boa articulação política com prefeitos e empresários.

A AGE-Ter é uma das alterações que Rui Costa pretende fazer antes do final do ano para turbinar sua administração e ganhar mais força para 2018, fazendo frente ao grupo do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM) e do ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) que ganharm musculatura elegendo a maior parte dos prefeitos de municípios baianos. A Tarde tentou falar com os secretários André Curvello (Comunicação), João Leão (Planejamento) e com o ex-governador mas não obteve retorno.

Prefeitos

Rui Costa já disse que na reforma administrativa que será deflagrada em dezembro pretende aproveitar alguns prefeitos que estarão concluindo seus mandatos em dezembro deste ano.

“Vamos reforçar algumas áreas com corpos políticos importantes”, disse Rui na ocasião, mas não citou nomes. Setores do governo falam, informalmente, que nomes como os do atual prefeito de Serrinha, Osni Cardoso (PT); de Paulo Afonso, Anilton Bastos (PDT), de Ilhéus, Jabes Ribeiro (PP); e Vitória da Conquista, Guilherme Menezes (PT), são cotados para ocupar postos estratégicos na administração estadual.