Esportes

Robson Conceição vence a luta em 39 segundos

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

O baiano desferiu sequência irresistível e venceu Uribe no primeiro round, por nocaute

De forma avassaladora, Robson Conceição derrotou na noite de sexta-feira em San Juan de Porto Rico, o mexicano Bernardo Gomez Uribe por nocaute no primeiro round e segue invicto em sua carreira profissional no boxe. O pugilista, medalha de ouro nos Jogos Olímpicos, precisou de apenas 39 segundos para vencer o combate válido pela categoria super-penas, e foi o quarto triunfo do pugilista baiano de 28 anos, sendo o terceiro pela “via rápida”.

Decidido, o baiano Robson Conceição não quis perder tempo e partiu logo para cima, fazendo com que oponente mexicano sentisse a pressão já no primeiro golpe. Acuado nas cordas, “Benny” Gomez tentava se defender da sequência até que uma direita altura do fígado fez desmoronar o mexicano (27 anos), que conheceu seu oitavo revés em um cartel de 18 vitórias.

Medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos Rio-2016, Robson vem sedimentando sua trajetória rumo a uma futura disputa pelo cinturão da categoria. A primeira vitória foi em novembro do ano passado por decisão unânime contra o americano Clay Burns, e na sequência, triunfos contra Aaron Ely e Aaron Jamel Hollis, também dos Estados Unidos e ambos por nocaute. São quatro triunfos consecutivos, com três nocautes, confirmando que o mudo do boxe tem outro baiano despontando rumo ao título de campeão mundial.

Nos Jogos Rio 2016, Robson subiu ao lugar mais alto do pódio na categoria até 60kg (peso leve). Na luta final, o baiano bateu o francês Sofiane Oumiha, garantindo uma das setes medalhas de ouro do Brasil nas Olimpíadas.