Esportes

Rafael Moura marca aos 48, Figueirense arranca empate e ‘tira’ Corinthians do G-6

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

Ainda não foi desta vez que o Corinthians voltou ao G-6 do Campeonato Brasileiro. O time de Oswaldo de Oliveira até sentiu todo o gostinho de ficar entre os seis primeiros, mas tomou um gol aos 48 minutos do segundo tempo e só empatou em 1 a 1 com o Figueirense no Orlando Scarpelli nesta quarta-feira.

Camacho foi o responsável por dar esperanças de vitória à torcida corintiana. Aos 40 minutos do primeiro tempo, ele fez fila na entrada da área catarinense, limpou o lance e ficou de frente para o gol para encher o pé, sem muitas chances para o goleiro Gatito Fernádez.

Tudo parecia se encaminhar para uma vitória corintiana, com o Figueirense sofrendo para criar qualquer chance de gol. Aos 48, porém, o time catarinense jogou a bola na área de qualquer jeito, Rafael Moura ganhou da marcação e deixou tudo igual.

O Corinthians completa, assim, um turno sem conseguir terminar um jogo fora de casa sem tomar gols. A última vez que a defesa alvinegra passou em branco longe da Arena foi ainda em 31 de julho, em vitória por 1 a 0 sobre o Internacional no Beira-Rio.

O empate foi um banho de água fria nas pretensões corintianas. Agora com 51 pontos, o time segue a um do Atlético-PR e fora do G-6 do Campeonato Brasileiro, sem conseguir aproveitar o empate atleticano com o Fluminense na rodada.

O próximo compromisso é na segunda-feira, em casa, contra o Internacional. Depois, o time tem confronto direto com o Atlético-PR, de novo em São Paulo, e fecha o Brasileirão em BH contra o Cruzeiro.

Já o Figueirense vai até 34 pontos e se mantém em situação complicadíssima, mas ao menos não pode ser rebaixado já na quinta-feira. No domingo, o time catarinense duela com o Vitória, no Barradão.