Esportes

PSG sofre, mas vence Lyon com dois gols contra no Francês

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

O Paris Saint-Germain levou certo susto neste domingo e, mesmo jogando em casa, sofreu para superar o Lyon. Mas, contando com dois gols contra, ambos marcados no fim da partida, a equipe mandante superou a boa atuação do goleiro Anthony Lopes e ganhou por 2 a 0.

O resultado manteve o Paris Saint-Germain com 100% de aproveitamento no Campeonato Francês, agora com 18 pontos, três na frente do vice e atual campeão Monaco. Já o Lyon soma 11 e está em quinto.

Apesar de embalado pela boa goleada sobre o Celtic por 5 a 0, em sua estreia na Liga dos Campeões, o Paris Saint-Germain começou em ritmo lento e com dificuldades para se infiltrar na bem postada defesa do Lyon.

Do badalado trio ofensivo, Mbappé e Cavani estavam apáticos e Neymar até tentava algumas jogadas, mas parava na boa atuação de Anthony Lopes. O brasileiro teve duas boas oportunidades no primeiro tempo: ao tentar gol olímpico, aos 15 minutos, e ao finalizar firme da entrada da área, aos 43. O goleiro salvou as duas.

Neymar voltou a assustar aos 11 minutos da etapa final, em cobrança de falta no contrapé – e Anthony Lopes novamente salvou O Lyon, então, empurrado pela atuação de seu goleiro, quase abriu o placar quando Ndombèlé arriscou de fora da área, no ângulo, e acertou o travessão.

Mas, nos 15 minutos finais, o PSG foi letal. Primeiro, aos 29, o argentino Lo Celso fez boa jogada pela esquerda, cruzou à meia altura, Cavani desviou de letra e a bola desviou no zagueiro brasileiro Marcelo antes de entrar. Apenas cinco minutos depois, o próprio atacante uruguaio desperdiçou pênalti, defendido por Anthony Lopes.

E, já aos 41, Neymar deu grande passe, Mbappé recebeu livre e bateu para mais uma defesa do goleiro. A bola, contudo, resvalou em Jeremy Morel e voltou para o gol, assegurando o triunfo do PSG.