Notícias

Preso engole celular e é levado a hospital em Jundiaí

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

O ajudante geral Douglas Eduardo Quirino Lopes, de 21 anos, que está preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Jundiaí, engoliu um telefone celular e teve de ser levado ao Pronto Socorro do Hospital São Vicente de Paulo.

Lopes teria engolido o aparelho, de 7 centímetros de comprimento, durante revista de rotina no presídio, da Rodovia dos Bandeirantes.

Um agente penitenciário desconfiou das atitudes do detento e o conduziu ao hospital, no centro de Jundiaí, para a realização de exame de raios x. No exame foi confirmado que o aparelho estava no estômago de Douglas Lopes. O preso acabou confessando que o engoliu porque ficou com medo das consequências caso fosse flagrado com o telefone na cela.

Os médicos do hospital de Jundiaí realizaram procedimentos para o preso expelir o aparelho pela boca, do contrário seria necessária uma cirurgia.

O delegado Seccional de Polícia Civil, Luiz Carlos Branco Júnior, disse que agora os investigadores vão tentar descobrir quem levou o aparelho para a cela do preso no CDP. Lopes recebeu alta médica e voltou para a cadeia. O telefone foi encaminhado para perícia da Polícia Científica.