Itaberaba

Prefeitos da microrregião de Itaberaba comemoram promessa do governador Rui Costa

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

Quatro secretários de estado, deputados federais e estaduais, além de prefeitos da região da Chapada Diamantina e vereadores estiveram na comitiva que acompanhou o governador Rui Costa (PT) na visita à Itaberaba na última sexta-feira (10). Eles viram de perto as melhorias que a cidade conquistou e que, diretamente, beneficiarão os municípios circunvizinhos. A administração ‘Cidade de Todos’, do prefeito de Itaberaba Ricardo Mascarenhas (PSB) tinha grandes planos para o Hospital Geral de Itaberaba (HGI) a ideia inicial era pedir ao Governo do Estado a reforma geral com implantação de uma UTI.

Mas o governador viu além e pediu para conhecer a estrutura do Hospital Regional (HRI). Com dívidas astronômicas, a instituição está com a estrutura completamente danificada e a beira da falência. A prefeitura tentou a intervenção para assumir o hospital por várias vezes, mas sem sucesso. Rui propôs dois ao invés de um. A prefeitura desapropria o HRI, e o governo estadual banca a reforma e a implantação da UTI. Posteriormente, o HGI seria transformado em maternidade e atendimento infantil.

“Atualmente, o HGI possui 89 leitos. Com o encaminhamento das urgências e emergências para UPA, hoje no hospital são feitas cirurgias eletivas e de urgências. Mas essa estrutura é para atendimento de Itaberaba e 13 municípios da microrregião: Iaçu, Rui Barbosa, Nova Redenção, Itaetê, Lajedinho, Andaraí, Ibiquera, Marcionílio Souza, Boa Vista do Tupim, Utinga, Wagner, Bonito e Macajuba; além de Mucugê e Lençóis, que também têm enviado pacientes, e Seabra que encaminha partos para cá”, argumentou o prefeito Ricardo Mascarenhas.

Com a reforma do HRI, o número de leitos aumenta para 209. “O Hospital Regional tem ainda capacidade para implantação de mais 80 leitos, um bloco cirúrgico com cinco centros e salas de RPA (Recuperação Pós-anestésica), duas salas de UTI com cinco leitos cada”, destaca João Rodrigues Jr., secretário municipal de Saúde. Diante disso, as prioridades são o atendimento de urgência, a emergência e a tão sonhada ortopedia, com cirurgias eletivas, as de urgência e as de emergência. Além da possibilidade de realizar cirurgias oftalmológicas.

Os prefeitos de municípios da Chapada que estiveram na comitiva falaram sobre a relevância do anúncio. “Para nossa cidade, que se serve diretamente dos serviços de Saúde de Itaberaba, também é uma conquista, afinal, por muitas vezes dependemos desse atendimento e quanto mais qualidade, melhor para nosso povo”, disse o prefeito de Itaetê, Valdes Brito (PT).

“Itaberaba é uma cidade-polo, de grande importância para toda a microrregião. Se ela melhora a Saúde, a Saúde da população dos municípios vizinhos melhora junto”, afirmou gestor de Utinga, Joyuson Vieira (PSL). “Sempre que temos casos mais complexos, enviamos o paciente para Itaberaba. Com a ampliação no número de leitos, esse atendimento vai ser melhor em todos os aspectos”, disse o prefeito de Marcionílio Souza, Adenilton Meira.

Já a prefeita de Nova Redenção, da gestão ‘Governo da Reconstrução’, Guilma Soares (PT) afirmou em conversa com o Jornal da Chapada que “o posicionamento do governo estadual em assumir o hospital é uma medida muito importante, pois nosso município que só possui a atenção básica, tem em Itaberaba um suporte muito importante para atender as emergências e as médias complexidades de Saúde”.