Saúde

Por que dormir pouco faz você sentir mais fome

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

Já percebeu que, quanto menos você dorme, mais fome tem no dia seguinte? Uma nova pesquisa, publicada no European Journal of Clinical Nutrition, comprovou essa impressão cientificamente. De fato, o consumo de calorias aumenta quando o corpo descansa menos horas do que o necessário.

Na última década, a ciência colocou o sono como um dos três pilares essenciais, ao lado do exercício físico e da alimentação saudável, para ajudar no controle de peso. Estudos anteriores já relacionaram a privação do sono a problemas como obesidade e diabetes tipo 2, mas essa é a primeira vez que os pesquisadores calcularam  o impacto calórico disso.

Para chegar aos resultados, os pesquisadores analisaram 11 estudos que incluíram 172 pessoas com idades entre 18 e 50 anos e que tinham privação parcial do sono. Os participantes dormiam entre 3 horas e meia e 5 horas e meia por noite. Ou seja, tanto a qualidade quanto a quantidade de sono eram afetadas.

De acordo com os achados, quem passava menos horas na cama consumia, em média, 385 calorias a mais por dia — o equivalente a um hambúrguer com queijo.  Sabe-se que a falta de sono pode afetar hormônios relacionados à regulação do apetite, como a grelina e a leptina. Mas os autores sugerem que o consumo extra de calorias também pode ocorrer porque as pessoas estão cansadas demais e buscam no alimento uma forma de ter energia e prazer.