Ocorrências Policiais

Polícia queima plantação com 90 mil pés de maconha na Bahia

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

Uma operação policial queimou 90 mil pés de maconha prontos para serem colhidos no interior da Bahia na quarta-feira, 9. A plantação estava a 50 quilômetros da cidade de Mirangaba, na região norte do estado.

A ação, coordenada pela 16ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), teve apoio de drones para localizar a plantação, que tinha estrutura de irrigação por gotejamento e poços artesianos.

A Polícia Civil informou, em nota, que quatro homens presentes no local no momento da ação trocaram tiros com policiais. Os suspeitos conseguiram fugir após entrarem na caatinga.

Segundo a nota, a droga seria vendida por mais de R$ 1 milhão. A polícia informa que a investigação para identificar os proprietários do terreno, do plantio e seus investidores continua. A droga foi queimada.

Em 4 de julho, a Coorpin queimou outros 115 mil pés de maconha na região de Mirangaba. Na ocasião também houve troca de tiros com os homens que cuidavam das drogas.

Mais drogas

Três toneladas de maconha foram apreendidas na manhã desta quinta, 10, na região de Feira de Santana, uma das principais cidades da Bahia. A droga foi encontrada em um caminhão na rodovia BR-116, que liga o Rio Grande do Sul ao Ceará.

Conforme a polícia, o destino da maconha era Salvador. A operação foi uma parceria da Secretaria de Segurança Pública e das polícias Federal e Rodoviária Federal.