Ocorrências Policiais

Operação desarticula quadrilha que atuava na RMS e em Sergipe

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

Quatro meses de investigação, dez pessoas presas, um suspeito morto, dois adolescentes, armas, drogas e dinheiro apreendidos. Este foi o saldo da operação Balão Mágico, do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), deflagrada, nesta sexta-feira, 18, em Jauá  – Camaçari –, em Simões Filho, ambas na região metropolitana, e em Aracaju, Sergipe.

Segundo o delegado Marcelo Sansão, diretor do Draco, o principal objetivo da ação foi desarticular uma quadrilha especializada em tráfico de drogas, roubo a banco e lavagem de dinheiro, que vinha agindo na Região Metropolitana de Salvador e em Sergipe.

Durante a operação, cerca de 100 agentes cumpriram nove mandados de prisão preventiva e temporária, de busca e apreensão e sequestro de bens.

Ação

Foram presos, em Jauá e em Simões Filho, Mariana Oliveira Costa, André Luiz Bacelar de França, Geraíldo Silva dos Santos, Wagner Bacelar Costa, Daniela Santos Canuto, Caio Vinícius Nascimento Santos e Maria Auxiliadora Bacelar Costa e Sérgio de Jesus Lima. Já Luis Henrique Oliveira de Freitas e Juliana Santos Teles da Silva foram detidos em Aracaju.

Dos dez presos, apenas Sérgio não tinha mandado de prisão. Ele foi preso em flagrante por porte ilegal de arma e tráfico de drogas. Laelson Santana Santos, o Galego, morreu no Hospital Menandro de Faria, em Lauro de Freitas, ao trocar tiro com a polícia, em Jauá.

 Bando é especializado em tráfico de drogas, roubo a banco e lavagem de dinheiro​

Conforme Sansão, a operação teve um resultado importante, porque, além de tirar de circulação a maioria dos suspeitos, também conseguiu impactar diretamente o setor financeiro da quadrilha.

Ele ressaltou ainda que a ação serviu para coibir as ações da facção intitulada Bonde do Maluco (BDM), a qual os suspeitos fazem parte, e para mostrar que as polícias estão no controle da segurança pública.

Foram apreendidos um fuzil M15, calibre 556, nove pistolas calibres 9 milímetros, .45, .40 e 380, três revólveres calibre 38, quatro carregadores de fuzil, R$ 85 mil em espécie, alguns veículos, entre estes, duas caminhonetes Toyota Hilux. Elas foram encontradas em Sergipe.

A operação recebeu o nome de Balão Mágico em alusão ao apelido do líder do bando, Vinícius dos Santos Bacelar, o Fofão. Ele está com mandado de prisão em aberto e é considerado foragido da Justiça.

Segundo o delegado Oscar Viana, do Laboratório de Tecnologia Contra a Lavagem de Dinheiro (LAB/ LD), há informação de que Fofão está escondido em Aracaju, onde mantém quatro endereços distintos. A delegada Andréa Ribeiro, coordenadora do Draco, afirmou que o Fofão possui três identidades falsas, com nomes semelhantes.

Ele é filho de Maria Aparecida, irmão de Wagner e primo de André, o responsável pela contabilidade da facção. Os R$ 85 mil foram encontrados na casa dele, em Jauá, escondidos em um cofre dentro de um freezer quebrado. Mariana, Wagner, Daniela, Caio e Maria Auxiliadora, Juliana e Luis Henrique integram o setor financeiro da quadrilha. Já Geraíldo é responsável pela logística, distribuição das drogas e arrecadação do dinheiro.