Saúde

Novembro azul: mitos e verdades sobre o câncer de próstata

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

Segundo o urologista Cássio Andreoni, chefe da disciplina de urologia na Unifesp: “o exame de toque não dói, ele causa um certo desconforto que é maior quando o homem não está relaxado”.

O exame só dói quando o paciente tem alguma inflamação na próstata, afinal, ela vai ser tocada durante o exame. Mas o processo todo é bem rápido e, quando você perceber, o exame acabou.

Mito: se o exame de PSA (marcador de tumor realizado em laboratório) der normal, eu não tenho câncer

O urologista Manoel Antonio Guimarães, diretor clínico do Hospital da Polícia Militar do Paraná, afirma: “em cerca de 15% dos resultados normais, o paciente tem problemas detectados no exame de toque”.

Ou seja: é fundamental realizar o exame de toque retal, não importa se você fez o PSA.

Verdade: mesmo sem indício de câncer, é preciso continuar fazendo o exame anualmente

Pelo menos um em cada seis homens com 75 anos tem tumor na próstata. Este é o segundo câncer mais comum em homens, ficando atrás apenas do tumor de pele não-melanoma, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Então é fundamental realizar exames de toque anualmente depois dos 50 anos (se não houver histórico de câncer na família), 45 (se houver histórico de câncer na família) e 40 (se você for negro e houver histórico de câncer na família).

Mito: o câncer de próstata sempre causa dor

O câncer de próstata é uma doença silenciosa e, por isso, tão perigosa. Como raramente ela se manifesta através de sintomas, é fundamental realizar o exame de toque anualmente.

Mito: o exame de toque obriga o paciente a ficar em posição ginecológica

Mitos e verdades sobre o câncer e próstata© Fornecido por MHM Mitos e verdades sobre o câncer e próstata

Esse é mais um mito que afasta os homens do exame e contribui para os diagnósticos de câncer de próstata no estado avançado. Existem várias alternativas de posições para o exame, como deitar de lado, por exemplo. O paciente escolhe a mais confortável de acordo com a orientação médica.

Mito: todo paciente que opera a próstata acaba com algum grau de impotência ou de incontinência urinária

Desde que a cirurgia pôde ser realizada com auxílio de robôs, o índice de sequelas diminuiu muito. Segundo Andreoni: “A disfunção erétil atinge cerca de 10% dos pacientes e a incontinência urinária não passa dos 3%”.

Atualmente, até os serviços públicos de saúde oferecem técnicas minimamente invasivas, que permitem ao paciente se recuperar rapidamente.

Mito: um tumor pode ser causado por um trauma na próstata

Isso é mentira, se você sofreu alguma pancada na região ou bateu a área de alguma forma, fique tranquilo, você não vai desenvolver câncer por causa disso.

Verdade: o toque retal aponta outros problemas na região alem do câncer de próstata

Como o exame apresenta uma avaliação geral da próstata, ele pode apontar alterações como a hiperplasia (aumento acima do normal), causado por alterações hormonais. O exame também pode descobrir inflamações e doenças no canal retal.

Parcialmente verdade: o câncer da próstata faz parte do envelhecimento do homem

Mitos e verdades sobre o câncer e próstata© Fornecido por MHM Mitos e verdades sobre o câncer e próstata

As conseqüências das alterações hormonais no corpo masculino são várias: barriga inchada, redução da massa muscular, mudança na disposição sexual, enfim…Todas fazem parte do envelhecimento e são alterações naturais.

Mas, além dessas mudanças que você já conhece, outras acontecem no organismo e podem colocar a saúde em risco. Uma delas ocorre na próstata.

Segundo urologistas entrevistados pelo portal IG, estima-se que todo homem que viver até os 100 anos terá algum tumor na próstata.

Mito: câncer na próstata afeta apenas homens velhos

Essa informação é completamente errada. Apesar de ser uma doença mais comum entre os mais velhos, o câncer na próstata pode atingir homens de todas as idades.

Verdade: câncer de próstata tem cura

Dependendo do estágio do câncer quando foi diagnosticado, ele tem cura. Por isso é importante realizar exames anuais e garantir que qualquer irregularidade seja detectada com bastante antecedência.

Mito: um nódulo na próstata é necessariamente um câncer

Mitos e verdades sobre o câncer e próstata© Fornecido por MHM Mitos e verdades sobre o câncer e próstata

Não, apenas 30% dos nódulos são câncer de próstata e, para descobrir se o nódulo é maligno, o médico vai realizar uma biópsia.

Mito: depois de cinco anos de tratado, o câncer não volta mais

Para o câncer de próstata, esse período é de 15 anos, não 5.