Celebridades e Entretenimento

Nasce segunda filha de Eliana, Manuela

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

Eliana deu à luz sua segunda filha, Manuela, fruto do relacionamento com o diretor Adriano Ricco, no domingo (10), em São Paulo. Após sofrer um deslocamento de placenta nos primeiros meses de gestação, a apresentadora teve um parto realizado com sucesso. A artista e a filha passam bem, segundo informação do portal “UOL”. Um dia antes do nascimento da menina, Eliana mostrou que estava ansiosa para a chegada de Manuela em seu Instagram: “Já somos tão íntimas e ainda nem nos conhecemos. Que nosso encontro seja mágico e abençoado minha filha”.

‘Vai sobreviver e sem sequelas’, diz apresentadora sobre a filha

Por causa das complicações na gravidez, Eliana chegou a demorar a montar o enxoval para Manuela. Porém, a artista garantiu que estava mais tranquila com o estado de saúde da filha: “Minha mãe perguntava (do enxoval) e eu não queria verbalizar, mas estava com muito medo. Falei ‘não, não vou mexer nisso agora. Deixa passar essa fase crítica’. Antes o medo era o tempo inteiro, não tinha isso de curtir a barriga, era ‘meu Deus, será que vai dar certo?’ Mas o fato é que ela já está grandinha, e passado quase dois meses de repouso absoluto, eu sei que se acontecer alguma coisa e eu parar no hospital ela é uma criança que vai sobreviver bem, sem sequelas e ser saudável no futuro”.

Artista relembra aborto espontâneo sofrido em 2016

Antes de Manuela, Eliana revelou que chegou a engravidar em setembro de 2016, mas sofreu um aborto espontâneo dois meses depois: “Essa gravidez foi muito desejada desde sempre. O Adriano ainda não era pai e eu, muito feliz por já ser mãe, sabia que se fosse para ter mais um, deveria ser logo, pois já tinha cruzado a linha dos 40. Então, no ano passado, conversamos, planejamos, engravidei e comemoramos muito. A alegria, porém, acabou no segundo mês. No início de novembro tive um aborto espontâneo. Além da família e dos muito íntimos, ninguém soube nem da euforia e nem da tristeza que vivemos, do desabar dos sonhos. Aliás, pouco se fala da dor e do luto de uma gravidez interrompida. A mulher ou o casal vive isso no silêncio, no choro contido. Dois dias após a curetagem, um processo difícil, tanto físico como emocionalmente, eu já estava no palco, ao vivo por horas, no comando do Teleton, a maratona televisiva em prol da AACD, da qual sou madrinha”.