Bahia

Na Bahia, Meirelles defende reforma da Previdência e redução da burocracia

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que o governo federal pode não conseguir pagar aposentadorias, no futuro, caso a reforma da Previdência não seja aprovada. Em palestra realizada durante o IV Fórum de Economia Baiana, na Casa do Comércio, em Salvador, Meirelles disse que o Brasil corre o risco de passar por situação como a da Grécia, onde o valor das aposentadorias já foi cortado 14 vezes.

O ministro, que é pré-candidato à Presidência da República pelo PSD, ainda defendeu medidas de redução da burocracia para atrair investimentos e potencializar a geração de empregos e renda. Segundo ele, as empresas demoraram, em media, 2.600 horas por ano somente em processo de pagamento de impostos preenchendo papéis. Além disso, são 101 dias em média para abrir uma empresa entre os pedidos de licenças.

“Queremos reduzir para 10 dias e, mais à frente, para três dias, que é a média do melhor padrão mundial”, afirmou. Ele também ressaltou que a reforma trabalhista, que entrou em vigor recentemente, vai reduzir o desemprego. “A Alemanha fez uma reforma ampla em 2004 e reduziu o desemprego de quase 12% para menos de 4%”, citou.

Sobre uma eventual candidatura à Presidência, ele disse só tratar do assunto no próximo ano e afirmou que o foco agora é a retomada do crescimento econômico. O ministro ainda afirmou que as medidas adotadas pelo governo federal já estão proporcionando a retomada do crescimento com a queda da inflação e da taxa de juros.