Internacional

Mulher ganha R$ 137 milhões em cassino mas fica sem prêmio por causa de erro

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

Uma americana ganhou a sorte grande e faturou um prêmio de mais de US$ 43 milhões (cerca de R$ 137 milhões) em um cassino de Nova York, nos Estados Unidos. Mas Katrina Bookman não teve a chance de realmente se tornar milionária.

Ela conseguiu apenas tirar uma selfie ao lado da tela de uma máquina do Resorts World Cassino. Katrina não levou o dinheiro para casa porque, segundo a direção do local, o prêmio informado é “irreal” e aconteceu depois de uma falha no equipamento.

Segundo o site da ABC, depois do prêmio surgir na tela da máquina Sphinx, Katrina foi cercada por outros clientes, seguranças e funcionários. Ela foi retirada do local e a direção pediu para ela voltar no dia seguinte.

Quando chegou o grande dia de recuperar o prêmio milionário, Katrina foi avisada que tudo foi um erro e a Sphinx paga no máximo R$ 22,7 mil. Há, inclusive, um aviso nas máquinas, baseado em uma lei estadual, afirmando que em caso de defeito o prêmio não será dado ao vencedor.

O jogo virou e a americana saiu do casino com o prêmio de consolação de apenas US$ 2,25 (R$ 7,20) e um jantar grátis, informou a ABC.