Brasil

Morre dono da OAS – Empresário não foi preso na Lava-jato

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

Grande responsável oculto pelas ações da OAS descobertas pela Lava-jato e um dos fundadores da empreiteira, Cesar Mata Pires, morreu nesta terça-feira, aos 67 anos, em São Paulo. O empresário

De acordo com o Hospital das Clínicas, Mata Pires deu entrada no pronto-socorro após uma parada cardíaca. Ele chegou a receber manobras de ressuscitação pela equipe médica, mas não resistiu, o empresário teve um infarto fulminante enquanto caminhava pelo bairro do Pacaembu, na capital paulista.

Em 2014, ele entrou na lista de bilionários da revista Forbes, com fortuna estimada em 1,55 bilhão de dólares.

A OAS foi criada em 1976, em Salvador, na Bahia, e hoje conta com dez escritórios no Brasil, sendo a sede em São Paulo, e catorze fora do país. A empresa é uma das investigadas na Operação Lava Jato.

Mata Pires era casado com Tereza, filha de Antonio Carlos Magalhães.