Notícias

Morre Coutinho, ídolo do Santos e campeão do mundo pelo Brasil em 1962

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

Morreu na noite desta segunda-feira, 11, aos 75 anos, o ex-atacante Coutinho, campeão mundial pela seleção brasileira em 1962 e bicampeão da Libertadores e do Mundial de Clubes pelo Santos.

A informação foi confirmada pelo Santos, no Twitter. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Antônio Wilson Vieira Honório nasceu em 11 de junho de 1943 na cidade de Piracicaba, interior de São Paulo. Iniciou a carreira no XV de Piracicaba e foi para o Santos ainda jovem, com 14 anos, em 1958. Estreou pela seleção brasileira em 1960, antes de completar 16 anos.

Coutinho seria o titular na seleção brasileira que foi campeã da Copa do Mundo de 1962, mas uma contusão o fez perder o lugar para Vavá. Foi um dos principais jogadores do Santos nas conquistas da Libertadores e do Mundial de Clubes de 1962 e 1963. Também foi campeão paulista em 1960, 1961, 1962, 1964, 1965 e 1967 e venceu por cinco vezes a Taça Brasil, de 1961 a 1965, depois reconhecida como Campeonato Brasileiro.

No Santos, Coutinho formou o lendário ataque com Dorval, Mengálvio, Pelé e Pepe.

Tinha o apelido de “gênio da pequena área”. Pelé, seu principal parceiro na carreira, dizia que Coutinho, dentro da área, era melhor do que ele. É um dos maiores artilheiros da história do clube do litoral paulista, com 368 gols em 457 jogos.

Por ter tendência a engordar, encerrou a carreira cedo, aos 30 anos, em 1973.