Celebridades e Entretenimento

Monica Iozzi afirma ter sido assediada por ACM Neto

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

A atriz Monica Iozzi afirmou, durante uma palestra concedida à revista TPM, que foi assediada pelo prefeito de Salvador ACM Neto. O caso teria acontecido quando ele ainda era deputado federal, em uma entrevista ocorrida no Congresso Nacional, no ano de 2010, para o extinto programa CQC, da Band.

“Foi no meu segundo ano trabalhando todos os dias nos corredores do Congresso Nacional que eu me descobri feminista. Eu entendia o que era, mas não era próxima daquilo. Eu fui entrevistar um deputado, e ele quando foi responder a pergunta, pegou na minha cintura. Eu fiquei tão impressionada com aquilo, com tanta raiva, tem isso na imagem. Eu fiquei vermelha. Eu dou um tapa na mão dele, e pergunto: o que é isso, deputado? E essa mãozinha na minha cintura?”, desabafou a atriz em um trecho da palestra.

Segundo Monica, Neto se justificou dizendo que só fez isso para deixá-la mais à vontade. Ela então teria questionado o parlamentar se, em algum momento, ele tentou deixar o colega de trabalho, Danilo Gentili, que também cobria o Congresso, mais à vontade, quando ele respondeu: “não, não, porque o Danilo é homem”.

Foi assim, conta Monica, que ela descobriu ser feminista e que precisava falar sobre o assunto mesmo trabalhando em um ambiente composto em sua maioria por homens, e na realização de coberturas em um local machista, o Congresso Nacional.

Defesa

Em uma nota enviada ao site Brasil 247, o atual prefeito de Salvador disse que a atriz “distorceu o que, de fato, aconteceu durante uma entrevista que concedeu a ela em 2010, no Congresso Nacional”. Neto afirma que a entrevista está disponível no Youtube para quem quiser assistir e, em momento algum, durante os 18 segundos de vídeo, ele fala que estava pegando na cintura de Monica para deixá-la mais à vontade.

Confira abaixo a nota na íntegra:

O prefeito de Salvador, ACM Neto, disse que a comediante Mônica Iozzi distorceu o que, de fato, aconteceu durante uma entrevista que concedeu a ela em 2010, no Congresso Nacional. Segundo Neto, a entrevista está disponível no YouTube para quem quiser ver que ele, em momento algum, durante os 18 segundos que durou o vídeo, fala que estava pegando na cintura da atriz para deixá-la mais à vontade.

ACM Neto lembrou que o CQC era um programa de humor conhecido por perseguir e constranger políticos nos corredores do Congresso Nacional e que muitas entrevistas terminavam em confusão. Lembrou que, mesmo assim, sempre atendeu ao programa num clima de bom-humor e descontração. Neto disse que Mônica Iozzi não está falando a verdade, e isso é grave. Recordou que, após aquele dia, ela o entrevistou diversas vezes, sempre com bom-humor e alegria. E, agora, 7 anos depois, distorce o que de fato aconteceu.