Itaberaba

Itaberaba: Zona rural recebe ‘Dia de Campo’ sobre uso do filme plástico no cultivo do abacaxi

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

Nesta terça-feira (6), acontecerá na Fazenda Barro Branco, no distrito Cajás, zona rural de Itaberaba, cidade da Chapada Diamantina, o evento ‘Dia de Campo’, com o tema ‘Abacaxi – Produção sobre Mulching’. A realização do encontro foi idealizada pela unidade de Mandioca e Fruticultura da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) em Cruz das Almas, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

O evento é uma das atividades do projeto ‘Novas alternativas para a produção de abacaxi no semiárido baiano’, liderado pelo pesquisador Davi Junghans e apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb) por meio do Edital de Apoio a Soluções Inovadoras para a Fruticultura no Estado da Bahia.

O projeto avalia novos genótipos de abacaxizeiro na condição do semiárido baiano, com o objetivo de difundir variedades de abacaxis resistentes à fusariose (a principal doença da cultura), cultivadas sob quatro sistemas de produção. O tradicional (sequeiro e sem mulching – filme agrícola ou filme plástico); somente irrigado; somente com mulching; e irrigado com mulching.

Entre as vantagens do uso do filme plástico, que tem espessura fina e protege o solo e o sistema radicular das plantas, estão o controle de plantas espontâneas e a redução do ciclo de produção do abacaxizeiro. O evento vai trazer também informações sobre mecanização e conservação do solo, incluindo o manejo dos restos culturais do abacaxi, processo de plastificação, manejo de água, resultados iniciais do projeto e impactos socioeconômicos da cultura para o semiárido baiano.

O dia de campo é apoiado pela prefeitura de Itaberaba, administração ‘Itaberaba de Todos, do prefeito Ricardo Mascarenhas (PSB), Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), Cooperativa Agroindustrial de Itaberaba (Coopaita), Sindicato Rural de Itaberaba, Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob), Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural da Bahia (Senar), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (Faeb), Azud Brasil e ElectroPlastic.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.