Itaberaba

Itaberaba é contemplada com 7 vagas no novo edital do Programa Mais Médicos

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

O Ministério da Saúde lançou, nesta segunda-feira (13), um novo edital do Programa Mais Médicos, com cerca de 265 vagas para 145 municípios da Bahia. A lista completa com as cidades e o número de vagas está disponível no site http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2019/maio/13/vagaspreliminaresEDITAL18–CICLO.pdf

As cidades com maior número de vagas são Itaberaba (7), na região da Chapada Diamantina; Jequié e Vitória da Conquista (6 cada), na região sudoeste; Teixeira de Freitas (5), na região sul, e Feira de Santana (5), a cerca de 100 km de Salvador.

Os profissionais precisam ter registro brasileiro e devem se inscrever entre os dias 27 e 29 de maio no http://maismedicos.gov.br/Caso haja vagas remanescentes, as oportunidades serão estendidas, em um segundo chamamento público, aos profissionais brasileiros formados em outros países e que já tenham habilitação para o exercício da medicina no exterior.

Dentre os médicos selecionados no primeiro edital, 1.052 desistiram do programa entre janeiro e março de 2019. O número representa 15% das vagas preenchidas por médicos brasileiros após a saída de Cuba.

Em todo o país, o programa abriu 2 mil vagas. Os médicos selecionados pelo edital desta segunda-feira (13) devem começar a atuar em junho nos 790 municípios brasileiros, especialmente em áreas com dificuldade de acesso, como comunidades ribeirinhas, fluviais, quilombolas e indígenas.

Segundo o Ministério da Saúde, no novo edital foram estabelecidos critérios de classificação para “garantir a seleção de profissionais qualificados, preferencialmente com perfil de atendimento para a Atenção Primária.” Serão avaliados títulos de especialista ou residência médica em Medicina da Família e Comunidade.

Outra novidade é que toda a documentação deverá ser enviada ao Ministério da Saúde, pela Internet já no ato de inscrição. “Essa mudança garante que apenas profissionais já habilitados participem do chamamento público, o que contribuirá para otimizar tempo e recurso”;, explica o ministério em nota.