Notícias

Governo admite pagar para que chineses tenham segundo filho

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

Considerado o país do filho único durante os últimos 38 anos, uma medida para evitar a explosão demográfica, a China pode agora começar a pagar para as famílias terem um segundo filho.

A chamada política do filho único vigorou até janeiro do ano passado, quando o governo permitiu que os casais passassem a ter duas crianças. Achou-se que, assim, as pessoas se sentiriam incentivadas a aumentar a família. Mas a medida não surtiu o efeito desejado. A maioria das mulheres não quer ter mais filhos, porque alegam que a despesa é muito alta.

Pesquisa realizada ainda em 2015 mostrava que 60% das famílias entrevistadas não estavam convencidas de que queriam ter uma segunda criança. Entre as opções que estariam sendo avaliadas há prêmios para o nascimento ou subsídios às famílias.

Mas um detalhe importante é que esta é primeira vez que as autoridades admitem um movimento ousado como este para estimular a taxa de natalidade no país. O vice-ministro para a Saúde Nacional e para a Comissão de Planejamento Familiar , Wang Peian, revelou no último fim de semana que a medida está sendo analisada internamente pelo governo local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.