Política

Flávio Bolsonaro diz que respeita decisão de Marco Aurélio: “Não vim pedir foro”

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

BRASÍLIA (Reuters) – O senador recém-empossado Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) afirmou nesta sexta-feira que respeita a decisão de mais cedo do ministro Marco Aurélio Mello, do STF, de determinar prosseguir com investigações criminais que envolvem o parlamentar por supostas movimentações financeiras atípicas e que não veio pedir foro na corte.

O filho do presidente Jair Bolsonaro afirmou também que vai prestar “esclarecimentos sem problema nenhum” sobre o caso.

“Não vim pedir foro privilegiado. (O ministro Marco Aurélio) decidiu que era o Rio de Janeiro e assim vou fazer no Rio de Janeiro”, disse em entrevista, ao destacar que cabe ao STF analisar caso a caso onde uma investigação deve correr.

“A gente presta esclarecimentos sem problema nenhum. Tem que aguardar a tramitação do processo aí sem problema nenhum”, afirmou.

Em entrevista pouco após ser empossado no plenário do Senado, Flávio disse que o processo volta para o Rio e destacou que ainda há uma indefinição sobre se o caso contra ele vai correr na primeira instância ou na segunda instância.

“Aonde eu tiver que ir eu irei. Respeito a decisão do ministro Marco Aurélio. Vamos para o Rio de Janeiro”, disse.

Em outra entrevista, Flávio disse que não vai decepcionar os eleitores do Rio e vai trabalhar “muito” pela segurança pública e focará também sua atuação na reforma da Previdência e agenda econômica.

O senador disse que não há prazo para ele prestar depoimento na investigação criminal do MP-RJ.

(Reportagem de Ricardo Brito)