Celebridades e Entretenimento

Fátima Bernardes desabafa sobre polêmica em enquete: ‘Citaram meus filhos’

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

A apresentadora Fátima Bernardes usou o ‘Encontro’ na manhã desta terça-feira (22) para desabafar sobre a polêmica que se iniciou na semana passada, quando ela fez uma enquete questionando quem os convidados salvariam: um policial levemente ferido ou um traficante gravemente ferido.

“Eu gostaria de esclarecer que a matéria mostrava um dilema específico da área médica. Em momento nenhum, eu optei pelo traficante. A gente queria apenas mostrar o enredo do filme “Sob Pressão”. Eu nunca usaria este espaço para apoiar alguém que está fora da lei”, disse ela.

Fátima continuou o desabafo dizendo que os filhos Laura, Vinícius e Beatriz foram envolvidos na situação: “uma pessoa nas redes sociais perguntou o que eu faria se fosse um dos meus filhos e um traficante baleado, se eu escolheria o traficante também. É engraçado porque no dia da enquete eu nem dei a minha opinião. Mas quero deixar claro que entre o traficante e o policial, eu escolheria o policial.

A apresentadora, por sinal, foi elogiada por um policial que estava no programa. “A sua carreira, o seu programa, a gente sabe que você dá espaço pra gente. Acho que a crise social, política e econômica que vivemos está fazendo todo mundo ficar estressado. Levando tudo ao limite”, disse o PM.