Notícias

Famosos e familiares se despedem de Jorge Fernando em velório no Rio

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

Acontece desde às 8h30 desta terça-feira (29), o velório do diretor e ator Jorge Fernando no Teatro Leblon, no Rio de Janeiro. Jorge morreu após sofrer uma parada cardíaca na noite do último domingo, aos 64 anos.

Diversos famosos e familiares tem passado pelo local para dar o último adeus à Jorge. Claudia Raia, Otaviano CostaFlávia Alessandra, Ney Latorraca, Nicete Bruno, Nanda Gosta, foram alguns dos artistas presentes na manhã desta terça-feira na Sala Marília Pêra, no Teatro Leblon.

A atriz Marieta Severo cumprimentou a mãe de Jorge Fernando, a também atriz Hilda Rebello, de 95 anos. Hilda chegou na cerimônia de cadeira de rodas e assim permanece até o momento. O velório do corpo do ator e diretor foi aberto ao público às 8h30 desta terça. Das 10h ao meio-dia, a despedida será fechada somente para parentes e amigos próximos.

O corpo do artista será cremado às 13h desta terça-feira na Capela Ecumênica do Cemitério da Penitência, no Caju, na Zona Portuária do Rio. O velório também seria realizado no cemitério, porém o local foi alterado na tarde de segunda-feira.

Jorge Fernando estava internado no Copa Star, em Copacabana. Segundo um amigo da família, o diretor deu entrada no hospital na parte da tarde de domingo após se sentir mal.

Em nota oficial, o hospital Copa Star afirmou que a parada cardíaca sofrida por Jorge Fernando se deu por conta de uma dissecção de aorta completa e que, apesar dos esforços, não foi possível reverter o quadro. Jorginho, como era conhecido entre amigos e colegas de profissão, ficou 20 dias internado para tratar uma inflamação no pâncreas, em 2016, e sofreu um acidente vascular cerebral em janeiro de 2017. Desde então, lutava para superar as sequelas que ficaram após o AVC.