Esportes

Fábio pega pênalti, e Cruzeiro é penta da Copa do Brasil

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

Time mineiro venceu o Flamengo na disputa de pênaltis no Mineirão

O Cruzeiro é pentacampeão da Copa do Brasil. O time mineiro venceu o Flamengo nos pênaltis, por 5 a 3, na noite desta quarta-feira, no Mineirão, depois de um jogo muito equilibrado e sem gols no tempo normal.

Fábio foi o herói da conquista ao defender a cobrança de Diego. Thiago Neves cobrou a penalidade que deu o título à equipe mineira, decretando uma grande festa em Belo Horizonte.

EQUILÍBRIO NO PRIMEIRO TEMPO 

Logo aos cinco minutos, Raniel teve que ser substituído, obrigando o técnico Mano Menezes a fazer a primeira alteração. Pouco depois, Trauco sofreu falta na entrada da área, e Guerrero cobrou no travessão. O lance deixou a torcida da casa assustada e animou os rubro-negros.

A postura dos times chamava atenção. Mesmo como visitante, o Flamengo tomou a iniciativa. Já o Cruzeiro esperava por contra-ataques, curiosamente recuado quando o Rubro-Negro tinha a posse de bola. No entanto, a Raposa criou duas boas chances em sequência, em finalizações equivocadas de Arrascaeta e Thiago Neves.

O Cruzeiro chegou com perigo em outras oportunidades, mas falhou no momento decisivo. Do outro lado, Berrío e Guerrero deram trabalho aos defensores do time mineiro, mas o Fla não conseguia criar chances claras. Em resumo, o primeiro tempo foi equilibrado e agitado, apesar da falta de gols.

PRESSÃO E NADA DE GOLS

O Cruzeiro pressionou nos primeiros minutos após o intervalo. Rafinha voltou no lugar de Robinho, lesionado, criando dificuldades para o Flamengo nas pontas. Pressionado, o time carioca não tinha moleza para chegar ao ataque. Quase aos 20, Diego, enfim, obrigou Fábio a fazer uma boa defesa.

O time rubro-negro cresceu no jogo por alguns minutos e passou a dar mais trabalho. Porém, o lance de maior perigo foi criado pela Raposa. Aos 32, Muralha deu um susto na torcida do Flamengo. Diogo Barbosa cruzou da esquerda, e o goleiro espalmou na cabeça de Arrascaeta, que perdeu uma grande chance.

Nos minutos finais, o jogo ficou ainda mais tenso, caminhando para os pênaltis. Guerrero quase abriu o placar aos 42, após uma boa jogada individual. Atento, Fábio fez uma grande defesa. Minutos depois, o árbitro decretou o fim do tempo normal. Era hora de decidir na marca da cal.

Na hora de decidir nos pênaltis, o Cruzeiro foi mais competente. Henrique, Léo, Hudson, Diogo Barbosa e Thiago Neves não deram chances para Muralha. Pelo Flamengo, Guerrero, Juan e Trauco converteram, mas Diego parou em Fábio, herói do título. O Mineirão foi ao delírio com o pentacampeonato. Era dia de festa para a Raposa.

FICHA TÉCNICA: 

CRUZEIRO 0 (5 ) X (3) 0 FLAMENGO 

Data/Horário : 27/9/2017, às 21h45
Local : Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Árbitro : Luiz Flavio de Oliveira (Fifa-SP)
Auxiliares : Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa-SP)
Cartões amarelos: Ezequiel, Hudson (CRU); Pará, Guerrero (FLA)

Disputa de pênaltis :
Cruzeiro : Henrique, Léo, Hudson, Diogo Barbosa e Thiago Neves converteram os pênaltis pelo Cruzeiro.
Flamengo : Guerrero, Juan e Trauco converteram; Diego desperdiçou.

CRUZEIRO : Fábio; Ezequiel, Leo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique e Hudson; Thiago Neves, Robinho (Rafinha, intervalo) e Alisson (Élber, 30’/2°T); Raniel (Arrascaeta, 5’/1°T). Técnico : Mano Menezes.

FLAMENGO : Muralha, Pará, Réver, Juan e Trauco; Cuéllar, Arão e Diego; Berrío (Rodinei, 39’/2°T), Everton (Paquetá, 34’/2°T) e Guerrero. Técnico : Reinaldo Rueda.