Notícias

Ex-governador Sérgio Cabral é preso pela PF no Rio de Janeiro

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral foi preso pela Polícia Federal, na manhã desta quinta-feira (17), em sua casa no bairro Leblon, na zona sul. A prisão é preventiva e faz parte de duas operações: a Lava Jato e a Calicute. Neste momento, policiais federais conduzem o ex-governador para a Superintendência da PF, na Praça Mauá, zona portuária da cidade.

Os dois mandados contra o político foram expedidos pelos juízes Sergio Moro, em Curitiba, e Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro. Adriana Anselmo, esposa de Cabral, também foi alvo da Operação Calicute e conduzida coercitivamente.

Pela Lava Jato, Cabral é investigado pela acusação de cobrança de propina em contratos com o poder público. Já no Rio, ele é alvo de desdobramentos baseados na delação premiada do empresário Fernando Cavendish.

Foto: Arquivo EBC

Com a prisão de Cabral, a PF investiga o desvio de recursos públicos federais em obras realizadas pelo governo do Rio. O prejuízo estimado ultrapassa R$ 220 milhões.

No total, duzentos e trinta agentes cumprem 38 mandados de busca e apreensão, oito mandados de prisão preventiva, dois mandados de prisões temporárias e 14 mandados de condução coercitiva expedidos pela 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, além de 14 mandados de busca e apreensão, dois mandados de prisão preventiva e um mandado de prisão temporária expedidos pela 13ª Vara Federal de Curitiba.