Esportes

Cursos de Rogério Ceni na Europa só valem para futebol amador

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

Como uma das justificativas para a contratação de Rogério Ceni ao cargo de técnico do São Paulo, o presidente Carlos Alberto de Barros e Silva, o Leco, declarou que o ex-goleiro mereceu sua primeira chance como treinador por ter residido na Europa desde sua aposentadoria, no final do ano passado, e “se qualificado e estudado com os melhores técnicos do mundo”. Mas parece que nem Leco sabia do teor dos cursos feitos por Rogério Ceni, que, no continente europeu, não estaria devidamente qualificado para treinar times profissionais.

Os cursos foram feitos em Londres, na Federação Inglesa de Futebol (FA), em parceria com a empresa 1st4sport. Rogério Ceni obteve certificados apenas para o nível 1 e 2 de técnico de futebol. O patamar, no entanto, é considerado baixo no velho continente: o ídolo do São Paulo só teria permissão para treinar times amadores, juniores, seniores ou escolares, de acordo com o próprio site da 1st4sport. No Brasil, por outro lado, o curso é um fator diferencial, já que ainda não é preciso nenhum curso, faculdade ou qualquer tipo de qualificação para virar treinador de uma equipe principal.

Em nenhum momento, de fato, Ceni estudou com os melhores técnicos do mundo, como Leco sugeriu no anúncio. O ex-goleiro aproveitava as folgas do curso para visitar os principais times europeus e acompanhar treinos táticos de treinadores renomados como Pep Guardiola, Jürgen Klopp, Jorge Sampaoli, Carlo Ancelotti e Claudio Ranieri.

Moral alta – Rogério Ceni retorna ao São Paulo com sinais de confiança da diretoria e por parte da torcida, que até criou uma música para a volta do ídolo. Por seus 25 anos prestados ao São Paulo, desde 1990 até dezembro do ano passado, Ceni tem moral no clube e quer resgatar o “espírito vencedor” do time, como ele próprio disse após o anúncio de sua contratação na tarde desta quinta-feira. Seu primeiro compromisso à frente do clube de coração será a Florida Cup, em janeiro de 2017, torneio da pré-temporada que será realizado nos Estados Unidos.

Carreira – Nascido em Pato Branco, no Paraná, Rogério começou sua vida no futebol no Mato Grosso, jogando pelo modesto Sinop, em 1990, quando tinha 17 anos. No mesmo ano chegou ao São Paulo e nunca mais saiu: foram 1.237 jogos e 131 gols marcados, entre cobranças de falta e pênalti. Entre seus títulos pelo São Paulo destacam-se três Campeonatos Brasileiros (2006, 2007 e 2008),duas Libertadores e dois Mundiais (1993 e 2005).