Notícias

Coronavírus: número de mortes cai 1,8% em relação ao último sábado

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

De acordo com o boletim do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o número diário de vítimas do novo coronavírus deste sábado, 11, é 1,8% menor do que o de uma semana atrás, quando o Ministério da Saúde contabilizou 1.091 mortos. Isso significa que nas últimas 24 horas, 1.071 pessoas morreram em decorrência da doença o número total de óbitos é de 71.469 um acréscimo de 11% em relação ao último sábado.
O Brasil registrou também um aumento de 2,7% de novos casos em uma semana: o número saltou de 37.923 para 39.023, totalizando 1.839.850 diagnósticos positivos de Covid-19 desde o começo da pandemia. A taxa de letalidade permanece na casa dos 3,9%. O ranking estadual segue encabeçado por São Paulo (com 1.839.850 casos e 71.469 mortos), seguido pelo Ceará (135.945 casos e 6.853 mortos) e Rio de Janeiro (129.675 casos e 11.406 mortos).
Logo depois da divulgação dos dados do Conass, o Ministério da Saúde também divulgou seu boletim diário e confirmou os registros. Ao todo, segundo a pasta, 1.100.873 brasileiros estão recuperados da doença e 667.508 seguem em acompanhamento. A taxa de mortalidade está em 34 para cada 100.000 habitantes e a taxa de incidência é de 875,5 para cada 100.000 habitantes.