Itaberaba

Concurso público em Itaberaba é suspenso por indícios de irregularidades

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

Um concurso realizado pela prefeitura de Itaberaba, cidade da Chapada Diamantina, durante a administração de João Filho (PP), no ano passado, foi suspenso por prazo indeterminado pelo atual prefeito Ricardo Mascarenhas (PSD), conforme decisão publicada no Diário Oficial do Município da última quarta-feira (18).

A suspensão aconteceu após a divulgação de um relatório da Controladoria Geral da prefeitura e uma ação civil pública movida pelo Ministério Público do Estado onde foram averiguadas possíveis irregularidades no certame. Entre os indícios estão acusações contra a empresa responsável pelo concurso, a Orgal – Consultoria Organizacional e Contábil e Administrativa.

A companhia teria usado plágio de questões, incluindo perguntas e respostas, de outras provas extraídas da internet. Um item do relatório aponta que na seção de Atualidades foi usada uma informação de 18 anos atrás. Quando em vigor, o concurso tinha aprovado 130 candidatos, de um total de 8 mil inscritos.

A prefeitura também abriu um processo administrativo contra a empresa que fez o concurso e determinou a apuração de irregularidades no descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), cometidas pelo ex-prefeito João Filho, que é tio de Mascarenhas.