Itaberaba

Combate ao Aedes Aegypti é intensificado após confirmação de caso de febre amarela

Com a confirmação do caso de febre amarela de um turista que passava por Itaberaba, município da Chapada Diamantina, esta semana, foram intensificadas ações de combate ao mosquito transmissor, o Aedes Aegypti, e vacinação da população. A Secretaria Municipal de Saúde do governo ‘Cidade de Todos’, do prefeito Ricardo Mascarenhas (PSB), mudou a estratégia e agora as ações terão abrangência em todo o município. Na manhã dessa sexta feira (12), todos os postos de saúde começaram a ministrar a vacina contra a febre amarela.

Quem tem entre 9 meses a 59 anos deve procurar a unidade de saúde mais próxima de sua residência, com RG, o cartão do SUS e o cartão de vacina. A Base Operacional de Saúde (BOS) no Barro Vermelho, a Escola Paroquial e a Secretaria de Saúde na feira nova também funcionarão como postos de vacina. Quem já tomou a vacina pode ficar tranquilo, pois já está imunizado, não é necessária uma nova dose. “Receberemos todas as doses de vacinas do Estado, e queremos em 15 dias vacinar as 40 mil pessoas restantes dentro do público alvo”, afirmou o secretário municipal de Saúde, João Rodrigues.

foto2

Secretário de Saúde de Itaberaba, João Rodrigues, em entrevista para rádios locais | FOTO: Divulgação/Ascom |

Todas as unidades de saúde estão aptas para administrar a vacina, com exceção apenas da unidade de emergência (UPA 24hs) e o Hospital Municipal HGI. Na zona rural, o Expresso Saúde continua com o cronograma, nessa sexta (12), estará na Vazante. “Além dos postos de saúde, a BOS também vai ofertar a vacina. Já estamos com um carro fumacê circulando, e logo chegam mais dois, para alcançar todo o município. A Escola Municipal Paroquial continua como sala de vacinação e a Secretaria de Saúde também vai ofertar a vacina em frente à feira nova”, disse o secretário.

Segundo suas informações, foi criado um grupo composto por vários segmentos do governo municipal, estadual e controle social para monitorar e desenvolver as estratégias diariamente. “O primeiro dia de vacinação foi intenso, 1.140 doses foram ministradas só na Escola Paroquial”, disse o coordenador Municipal de Vigilância Epidemiológica, Van Macedo. Ele tranquilizou a população afirmando que o Governo do Estado, através do Núcleo Regional de Saúde garantiu que as vacinas estão asseguradas.

Veja também