Destaque

Com inflação baixa, reajuste do salário mínimo para 2018 pode ser o 2º menor desde 1994

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

RIO DE JANEIRO – Com a inflação baixa, o porcentual de reajuste do salário de mínimo para 2018 pode ser o segundo menor desde 1994, quando o real se tornou a moeda brasileira. Em setembro deste ano, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) medido pelo IBGE teve queda de 0,02%, o que reduziu a taxa acumulada em 12 meses de 1,73% para 1,63% – a nova mínima da série histórica.

Como o indicador é referência para o reajuste, há uma possibilidade concreta de que o salário mínimo tenha no ano que vem o menor crescimento porcentual desde o aumento de 0,93% em março de 1994. O INPC mede a inflação das famílias com renda entre um e cinco salários mínimos.

Outro fator de referência para esse cálculo é a variação do Produto Interno Bruto (PIB) em 2016. No entanto, a economia brasileira sofreu no ano passado uma retração de 3,6%, o que significa que o PIB não conta na fórmula do reajuste para 2018.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2018 sancionada pelo presidente Michel Temer no início de agosto estipulava o aumento do salário mínimo dos atuais R$ 937 para R$ 979, um reajuste nominal de 4,48%. Uma semana depois, no entanto, o governo revisou essa previsão para baixo, reduzindo o valor de R$ 979,00 para R$ 969,00. Nesse patamar, o porcentual de reajuste ficaria em 3,41%.

O aumento estipulado na LDO é apenas uma previsão, passível de alteração pelo governo de acordo com o resultado do INPC em 12 meses ao fim de cada ano. Como, no entanto, o INPC de dezembro de 2017 só será divulgado em janeiro de 2018, e o anúncio do novo valor do salário mínimo costuma ser feito entre o Natal e o Ano Novo, a legislação permite que a equipe econômica do Planalto use no cálculo do reajuste uma projeção própria do indicador de inflação para o último mês do ano. Isso significa que o governo pode adotar um porcentual ainda mais reduzido como forma de aliviar as contas de Estados e municípios. /COLABOROU DANIELA AMORIM

Brasil: A taxa oficial de inflação do Brasil desceu a níveis de países desenvolvidos. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumula 2,46% em 12 meses até agosto. Esse ambiente pode, conforme economistas ouvidos pelo Estadão/Broadcast, até dar margem para debates sobre redução na meta inflacionária para a faixa de 3% mais à frente. De acordo com eles, contudo, a permanência da inflação nos níveis atuais está atrelada, entre outros fatores, à condução da agenda de reformas.

© Werther Santana|Estadão A taxa oficial de inflação do Brasil desceu a níveis de países desenvolvidos. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumula 2,46% em 12 meses até agosto.