Notícias

CNT/MDA: Lula lidera contra todos; Bolsonaro se firma em 2º

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lidera em todos os cenários de eleição para presidente da República, seja para o primeiro, seja para o segundo turno, apontou pesquisa CNT/MDA divulgada nesta terça-feira.

O levantamento aponta ainda uma consolidação do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) no segundo lugar das simulações, apontou o presidente da CNT, Clésio Andrade, e um alto índice de rejeição a todos os nomes colocados, o que pode favorecer o surgimento de um nome pouco ligado à política, um “outsider’.

“Um ponto importante nesses dados é que o Lula ganha em todos os cenários, tanto de primeiro quanto de segundo turno, Jair Bolsonaro consolida em segunda posição e a situação muito crítica do Aécio (Neves, do PSDB de Minas), praticamente fora do jogo”, disse o presidente da CNT.

Segundo a pesquisa, Lula é o primeiro colocado na resposta espontânea, com 20,2% dos votos, enquanto Bolsonaro ocupa a segunda posição com 10,9%, seguido do prefeito de São Paulo João Doria (PSDB), com 2,4%.

O nome da ex-senadora Marina Silva (Rede) foi lembrado por apenas 1,5% dos entrevistados, enquanto o governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB) e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) por apenas 1,2% cada.

Nas perguntas estimuladas, em que nomes pré-determinados são oferecidos aos entrevistados, Lula também é o que recebe a maior parcela de votos. No primeiro cenário de primeiro turno, Lula teria 32,4%, seguido de Bolsonaro com 19,8%, e de Marina com 12,1.

Aécio aparece em quinto lugar com apenas 3,2%, atrás de Ciro que tem 5,3%. Até um tempo atrás favorito para ser o candidato tucano, o senador mineiro Aécio chegou a ser afastado do mandato em maio por decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo, após ser gravado em uma conversa com o empresário Joesley Batista na qual teria pedido R$ 2 milhões para pagar os advogados que fazem sua defesa em inquéritos na Justiça.

O tucano melhor colocado nas pesquisas é Doria, que angaria 9,4% dos votos na quarta colocação em um cenário de primeiro turno que traz Lula na liderança com 32,7%, Bolsonaro em segundo com 18,4 e Marina com 12%.

No cenário em que o candidato do PSDB é Alckmin, o governador paulista também fica em quarto lugar, com 8,7% dos votos. Com 32%, Lula lidera, seguido de Bolsonaro, com 19,4%, e de Marina com 11,4%.

Nas simulações de segundo turno, Lula venceria Bolsonaro por 40,5 a 28,5%; Doria, por 41,6 a 25,2%; Alckmin por 40,6 a 23,2% e Aécio por 41,8 contra 14,8%.