Celebridades e Entretenimento

Bial defende Waack e vira assunto nos bastidores da TV Globo

 

Pedro Bial cedeu uma entrevista para lá de polêmica à colunista Mônica Bergamo, pois saiu em defesa do colega, William Waack – demitido da TV Globo acusado de racismo. O fato, é claro, logo repercutiu nos bastidores da emissora carioca.

De acordo com o “Na Telinha”, os jornalistas do canal avaliaram a atitude do apresentador como “corajosa”, uma vez que nenhum deles havia comentado abertamente a respeito do caso. Assim como o veterano, alguns deles acreditam que o principal erro está no vazamento ilegal das gravações, registradas há mais de um ano.

Na publicação, o famoso afirmou que houve um possível equívoco acerca da situação. “O que eu achei muito suspeito foi uma brincadeira para lá de infeliz do William vazar um ano depois. Poxa, um ano? O que aconteceu nesse ano? Primeiro, foi algo que acho ilegal, tiraram o material daqui de dentro, privado. Teve alguma bandidagem aí no meio. Um ano depois isso surge? Achei tudo meio… Fedido, sabe? Senti um cheiro ruim ali”, disparou.

Bial ainda relembrou um acontecimento parecido pelo qual passou há alguns anos ao dizer que “Balé era   coisa viado”, durante o “Fantástico”. “Por mistérios… Nem tão mistérios… Por sacanagem, alguém… Depois de essa fita ser revisada cinco vezes, isso foi exibido. Se fosse hoje, sei lá o que iria acontecer”, ressaltou.

Waack, para quem não sabe, foi afastado de suas funções em novembro do ano passado, após ter um vídeo divulgado na web, em que aparece usando um termo para lá de preconceituoso como brincadeira. Nas imagens, o famoso faz o seguinte comentário: “Isso é coisa de preto”.

Veja também