Esportes

Bahia vence o líder Corinthians por 2 a 0

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

Com o triunfo conquistado na Fonte, o Esquadrão sobe quatro posições e agora soma 35 pontos – três de vantagem para o primeiro time no Z-4

O Bahia voltou a vencer dentro de casa. Jogando na Fonte Nova, contra o Corinthians, o Tricolor levou a melhor por 2 a 0. Com o triunfo conquistado na Fonte, o Esquadrão sobe quatro posições e agora soma 35 pontos – três de vantagem para o primeiro time no Z-4. O próximo jogo será contra o Flamengo, na quinta-feira (19), fora de casa.

Na segunda partida sob o comando de Carpegiani, o Bahia entrou em campo buscando se impor diante do líder. Com quase 60% de posse de bola na primeira etapa, a equipe chegou a criar oportunidades, mas o placar seguiu zerado para o intervalo.

Aos 18 minutos, o Tricolor invadiu a área corintiana e balançou as redes, porém o lance foi anulado por impedimento. A primeira investida perigosa do adversário aconteceu aos 21 minutos.

O Esquadrão deu trabalho para o goleiro Cássio aos 23 minutos, em chute colocado de Zé Rafael, bem espalmado pelo arqueiro adversário. Já o Corinthians fez Jean trabalhar aos 33, em cabeçada de Jô.

Já na segunda etapa, a postura tricolor seguiu do mesmo jeito. O time buscava investidas ao ataque, mas na maioria das vezes tinha dificuldades para invadir a defesa alvinegra – a menos vazada do campeonato.

A primeira finalização do segundo tempo saiu dos pés de Vinícius, aos cinco minutos, porém o jogador acertou as redes pelo lado de fora.

Para tentar ganhar o jogo, Carpegiani apostou na entrada de Régis, tirando Rodrigão de campo e movendo Edigar Junio para a posição de centroavante.

Por outro lado, o líder do campeonato também tinha dificuldades para trocar passes e raramente conseguia entrar na área tricolor. Aos 21 minutos, conseguiu invadir a defesa do Esquadrão e Jean salvou o que seria um gol adversário, em finalização de Maycon.

E quem balançou as redes foi o Esquadrão, aos 28 minutos. Em uma jogada que parecia tranquila para o Corinthians, Edigar Junuio pressionou o lateral Fagner dentro da área e roubou a bola, que parou no pé de Vinícius, que concluiu em gol.

Após abrir o placar, o Tricolor passou a privilegiar ainda mais a posse de bola, sem correr riscos de levar contra-golpes do adversário.

A tática funcionou e o Bahia ainda marcou mais um gol em casa. Com Cássio na área de ataque para tentar cabecear, Allione roubou a bola no meio-campo e lançou para Régis. Sem goleiro, o camisa 20 avançou até a pequena área e chutou para definir o triunfo diante do líder.