Notícias

Após aprovação de deputados, governo desiste de extinção da Conder

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

Governo do estado havia proposto extinção do órgão na reforma administrativa

Seis dias após ser aprovada pela Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), a extinção da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado (Conder) foi cancelada pelo governo do estado da Bahia.  A decisão foi anunciada nesta terça-feira (18) pelo governador Rui Costa (PT).

O governador afirmou que o acordo para não extinguir a Conder foi firmado na noite de segunda-feira (17). Rui explicou que o acordo permite a saída dos servidores aposentados, com o pagamento de dois salários adicionais a cada cinco anos de trabalho. Todos também terão assegurado o acesso à Assistência à Saúde dos Servidores Públicos Estaduais (Planserv), incluindo dependentes.

Além disso, 20% dos cargos de direção devem ser ocupados por servidores concursados. O acordo prevê ainda o acréscimo de R$ 300 ao salário base dos servidores que continuarem na Conder e ingressarem no Planserv.

“Com o acordo todos terão direito a ingressar no Planserv, incluindo aqueles que serão desligados, e a incluir suas famílias no Planserv. Quem ficar também vai acionar o Planserv. Nós garantimos que 20% dos cargos comissionados de direção da empresa sejam ocupados por gente concursada da Conder, ou seja, gente que é do quadro da Conder. Então o acordo, na minha opinião, é bom para as duas partes e com isso a gente não precisa extinguir a Conder. Ela será mantida”, disse Rui que acompanhou na manhã desta terça-feira (18) a apresentação do projeto que utiliza câmeras de segurança da cidade para fazer o reconhecimento facial de procurados da polícia.

A Alba havia aprovado a extinção da Conder seguindo projeto da reforma administrativa proposta pelo governo do estado. Pelo projeto aprovado, a contribuição previdenciária dos servidores subirá  de 12% para 14% e o repasse do governo para o Planserv reduz de 4% para 2%.

A reforma foi aprovada na quarta-feira (12) com 38 votos da bancada do governo – de um total de 63 parlamentares. A oposição (19 deputados) deixou a votação em protesto. Com quórum suficiente, o texto passou por unanimidade entre os presentes, em 10 minutos. Cinco deputados da base do governo não compareceram: Ivana Bastos (PSD), Paulo Câmera (PR), Marcelino Galo (PT), Euclides Fernandes (PDT) e Samuel Júnior (PDT).