Esportes

Apagão sofrido pelo Palmeiras em 2009 assombra Corinthians

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

O Brasileiro de 2009 teve o Palmeiras na liderança por 17 rodadas e muitas vezes com boa diferença sobre seus rivais. Chegou a abrir 12 pontos de vantagem sobre o Flamengo (47 a 39) na 25ª rodada. Não era difícil prever naquela oportunidade como deveria ser a sequência da competição. Mas errou quem fez isso com a convicção de que o título não escaparia do time que reunia os pentacampeões mundiais Marcos e Edmílson. A equipe perdeu fôlego notadamente no returno e começou a perder, empatar, tropeçar. Qualquer semelhança com o Corinthians de 2017 seria mera coincidência?Ainda é cedo para responder. Em 2009, o Flamengo foi o campeão e agora quem faz sombra para o líder Corinthians é o próprio Palmeiras, que pode ser o vilão da história (para os torcedores rivais, claro).

O acúmulo de resultados ruins do Corinthians no returno do atual Brasileiro abriu brecha para o que antes era considerado por muitos como impossível – o campeonato terminar com outro vencedor. Essa ameaça para a equipe de Fábio Carille pode ficar mais séria ainda se o Palmeiras superar o Cruzeiro, na noite desta segunda (30), no Allianz Parque. Não custa lembrar que no domingo há o tradicional clássico entre os dois gigantes paulistas, em Itaquera.

No returno de 2009, o Palmeiras sofreu oito derrotas em 19 partidas. Muito para quem queria ganhar o título. Já o Corinthians está próximo de copiar esses números. Perdeu seis vezes em 12 jogos no returno até agora, com três empates e apenas três vitórias.

Há alguns cenários possíveis até o final do Brasileiro. Um deles é o da recuperação do Corinthians, firmando-se novamente na ponta. Outro diz respeito ao que o Palmeiras vai (ou não) aprontar nas próximas rodadas. Como o futebol reserva surpresas a todo instante, seria conveniente não rir escancaradamente de quem apostar numa arrancada surpreendente de Santos (3º) ou Grêmio (4º) em busca do título.