Saúde

6 questões importantes sobre cremes antissinais que você precisa saber

A ODONTOLÓGICA é a principal Clínica da Chapada Diamantina. Atende as regiões de Itaberaba, Iaçu, Boa Vista do Tupim, Ruy Barbosa, Itaetê, Marcionílio Souza, Wagner, Utinga, Lençóis, Andaraí, Nova Redenção, Lajedinho, Ibiquera. Realiza atendimentos com especialistas em odontologia nas áreas de ortodontia, implantes, cirurgia, endodontia (tratamento de canal), odontopediatria, restaurações, periodontia, laserterapia, estética. Procedimentos Realizados: Restaurações, Estética, Periodontia, Tratamento de canal, Ortodontia, Aparelho ortodôntico, Extrações, Profilaxia, Remoção de tártaro, Implante, Enxerto ósseo, Levantamento de seio maxilar, Implantes Carga Imediata. Dr. Gardel Costa é Doutorando, Mestre e Especialista em Implantes, Especialista em Ortodontia, pós-graduado pela New York University.

É sempre muito bom cuidar da saúde e da beleza, né? Geralmente o cuidado começa ainda na adolescência quando a acne começa a surgir no rosto e percebemos a importância que simples hábitos, como usar um sabonete facial específico e o protetor solar, têm. O tempo passa e novas necessidades surgem no que se refere à pele, como é o caso dos cremes antissinais.

Usar regularmente cremes antissinais é mais simples do que parece. Se você já tem o seu ritual de beleza e cuidados, não tem por que não incluí-lo na sua rotina. Os benefícios aparecem a longo prazo e com o seu uso constante. Então, é importante não relaxar. Listamos 6 questões importantes que você precisa saber sobre esse tipo de produto.

Uma dúvida muito comum é em que momento da vida devemos nos preocupar com o envelhecimento da pele. Acontece que a ruga se forma bem antes de aparecer no rosto e com o passar dos anos ela ficará visível. Por esse motivo, quanto mais cedo começarem os cuidados, melhor vai ser a conservação das células. Logo, a recomendação é iniciar o uso de creme antissinais a partir dos 25 anos.Antes de incluir um creme antissinais à sua rotina de cuidados, vale fazer uma visita a um dermatologista. Ele é o profissional mais indicado para te orientar na hora de escolher em qual produto investir. Questões genéticas, idade e hábitos de vida, isto é, uma série de fatores vão determinar o que é melhor para cada pessoa.

Para não ter desperdício de produto e potencializar os efeitos, existe um modo ideal de aplicação. Movimentos circulares, começando pelo alto da testa e pela parte central do rosto, indo em direção às laterais. Importante que seja feito com cuidado, massageando a pele com uma leve fricção. Assim, o seu creme antissinais será melhor absorvido.

Na hora de aplicar o seu creme antissinais a máxima do “menos é mais” é a que vale. A quantidade de produto precisa ser do tamanho de um grão de ervilha, do contrário você estará desperdiçando. O importante é a concentração dos princípios ativos, que nada tem a ver com o exagero de creme. Inclusive, a overdose pode obstruir os poros e até causar acne.

Existe o creme antissinais de uso noturno e uso diurno. E existe um motivo para isso. Os produtos para serem aplicados durante a noite geralmente são fotossensíveis, isto é, podem causar irritação para a pele se em contato com o sol. Então, não é recomendável usar um creme noturno à luz do dia. É ainda no intervalo do sono que acontece a regeneração das células, logo, o organismo aproveita melhor os princípios ativos contidos no produto.